O OpuSpiritum Ensemble tem na sua base de formação um duplo quinteto de sopros (duas flautas transversais, dois oboés, dois clarinetes, dois fagotes e duas trompas). Apesar desta característica, e devido à evolução do repertório para esta formação, pode expandir-se para formações mais alargadas, ter solistas e outro tipo de conjugações de instrumentos de sopro, cordas e/ou percussão.

Este grupo tem como fundadores jovens músicos profissionais, com necessidade de promover o seu trabalho num contexto de música de câmara, optando por uma formação quase inexistente no nosso país. Esta necessidade visa explorar vários estilos, podendo moldar-se a vários tipos de eventos e agradar a várias audiências.

O mais importante é o espírito de trabalho e o prazer de proporcionar algo mágico ao seu público, a música.”Este grupo, tem como fundadores, jovens músicos profissionais, com necessidade de promover o seu trabalho num contexto de música de câmara, optando por uma formação quase inexistente no nosso país. Esta necessidade visa explorar vários estilos, podendo moldar-se a vários tipos de eventos e agradar a várias audiências.

O mais importante é o espírito de trabalho e o prazer de proporcionar algo mágico ao seu público, a música.