Dizem que o tempo é um conceito humano. Criámos então algo que nos arrasta túnel adentro a uma velocidade que não considerámos quando o criámos. Lançamo-nos com as garras a escorregar pela ilusão de que podemos fazer alguma coisa durar para sempre e fraquejamos quando confrontados com tal impossibilidade….
Mas sabem? Não vamos estragar a surpresa.
Nós falamos muito de Estrelas e de como no Futuro poderemos viver nelas, falamos de Casa como um sítio de onde vimos e para onde vamos, passem os anos que passarem, seja que casa for, mas que será sempre a nossa casa. Falamos de impulsos, de homens e mulheres inquietos e desencontrados, de fugas, de um sentido para a vida, da criação, de opções de vida, da vida, para a vida. Tudo isto ao som de uma guitarra, de Rock, de pensamentos hippies, e de batidas pimba.
Sejam bem-vindos, apreciem o dia de hoje e aproveitem as estrelas. Com tudo o que acreditamos e que defendemos, aqui vai. Mesmo que nunca saibam nada disto.
——————————-
Espetáculo adaptado a partir da Prova de Aptidão Profissional de Beatriz Antunes, Bruna Marques e Matilde Fachada, ex-alunas da escola de Teatro do Colégio São Teotónio.